Media  |
Fale  |

Lembranças
De volta às aulas - Parte I

Hoje vamos relembrar alguns “materiais escolares” que usávamos e era “moda” na época em que estudávamos.
Quem não se lembra, principalmente, as meninas, de querer a caneta mais colorida, o estojo mais cheio de frescura e por ai, vai, hein?

Então, vamos relembrar alguns dos materiais escolares mais usados na época?

Bic 4 Cores – Azul e branca por fora e com canetas nas cores azul, vermelha, verde e preta.

Caneta 10 cores – Gorducha e enorme. Ela mal cabia na mão. Tinha cores diferentes, como roxo, rosa, verde claro, azul-claro, amarelo, laranja e marrom. Todas com cheirinho de fruta, pelo menos, a gente acreditava que tinha, rsrs.
Particularmente, sonhava em ganhar essa caneta quando criança.

Caneta Replay – Foi lançada pela Gillete em 1983, com o slogan “A caneta que apaga erros”. Tinha uma borrachinha na ponta, que apagava até 24 horas depois o que havia escrito. O problema é que os comerciantes espertalhões inventaram um golpe: Apagar e alterar o valor dos cheques preenchidos. A Replay acabou proibida.

Kilométrica – A caneta simpática por um preço milimétrico.

Playcolor – Uma das canetinhas deste conjunto era a branca, que “apagava” as outras.

Lápis com Tabuada – Era a sensação da época e, geralmente, muito “odiado” pelos professores de Matemática, rsrs.

Borrachas cheirosas da Hello Kitty – Hummm, eram deliciosas e muitoooo perfumadas.

Estojos de dois andares para as meninas – Nossa, esse era a sensação da época e sempre uma disputa entre as meninas para ter o mais bonito e mais recheado de canetas e lápis coloridos. Geralmente, eram rosa e paraguaios.

Régua Bate-Enrola – Ela batia no braço e se enroscava com uma pulseira. Era uma mania e servia para estudar e brincar.

Provas em mimeógrafo – Escola nenhuma tinha xerox. As provas e os exercícios eram todos feitos no mimeógrafo. Um aparelho que tirava cópias escritas num papel especial, chamado estêncil. Funcionava à base de álcool e os trabalhos chegavam às carteiras na cor lilás e com aquele cheirinho característico.

Caderno Recreio com o hino nacional no verso e um pássaro na capa – Esse também é característico da época. Principalmente, na minha escola que era obrigatório cantar o hino toda segunda-feira...rsrs

Cola Pritt – Quem nunca usou a famosa cola pritt? Tradicionalíssima....

Liquid Paper – Era um alívio poder usar o líquido branquinho, lançado em 1980, para tentar diminuir os rabiscos feitos nos trabalhos e provas. Mas tinha que esperar secar, senão o papel ficava nojento.

Caneta, lápis, borracha ou qualquer coisa de Itu – Sempre aparecia alguém com um daqueles produtos enormes, de Itu, que eram vendidos em todos os lugares, e não só em Itu.

Uniforme assinado no fim do ano – No último dia de aula, o grande barato era voltar para casa com a assinatura da turma inteira na camisa do uniforme. Valia pegar até dos professores, mas só os mais legais, claro...rsrs

Copos compridos com tampas de plástico – Serviam para levar suco sem deixar derramar: eram hermeticamente fechados.

 

Andrea Bergamo