Lembranšas

Bicicletas

Quem ai se lembra da seguinte musiquinha que era a chamada comercial do programa Os Trapalhões, para um dos principais patrocinadores do programa.
Pedalando,
pedalando,
pedalando com a Caloi,
pedalando, pedalando,
a poupança nunca dói!

Pois é, qual foi a criança que nos anos 80 não sonhou em ter uma bicicleta?
Independente da marca ou modelo, elas representaram um dos principais sonhos de consumo infantil dos anos 80!
E vamos começar pegando pesado!!

Bicicletas Caloi

Caloi 10

Famoso modelo da Caloi, esta bicicleta era estilizada com base em um modelo de corrida de ‘estrada’ como são conhecidos esses modelos, ganhou esse nome porque possuia 10 marchas, era basicamente um modelo para adultos ou crianças já crescidas, pois seu formato não permitia que um iniciante nas pedaladas andasse confortavelmente, esse modelo derivou num outro não tão famoso a Caloi 12, a Caloi 10 apresentou um modelo Sprinter que já determinava a idéia de ‘turbinada’.

Barra Forte

Outro modelo da Caloi que marcou muito, trata-se de uma bicicleta moldada num quadro mais robusto, a proposta da Caloi era justamente impor no mercado uma bicicleta que não fosse apenas para passeio e lazer, mas que pudesse ser utilizada também como meio de transporte e ‘pau para toda obra’, neste caso muitos trabalhadores optaram em possuir uma Barra Forte, pois além de ser um meio de transporte barato, essa ‘máquina’ aguentava qualquer tranco mesmo, antes de possuir uma Peugeot eu cheguei a comprar uma Barra Forte, só para experimentar o gosto de pedalar nesse ‘carro forte.



Caloi Cross


Puro espírito de aventura e liberdade, era esa a idéia que a Caloi Cross passava para os garotos quese atrevessem a pedir e ganhar uma dessas, o modelo Cross foi projetado para encarar todo tipo de terreno, com um quadro compacto e um aro 20, a Cross podia ir e vir por onde quisesse, podia atravessar tranquilamente uma ponte de madeira estreita, descer ou subir um morro ou encarar um lamaçal sem dificuldade, tudo ia depender da habilidade do piloto, pois a Cross encarava tudo e um  pouco mais. Houve uma variação, da Cross que surgiu aproximadamente em 1983, com as rodas coloridas, era a Cross ‘New Wave’, com rodas amarelas, azuis, vermelhas e verdes.



Caloi Ceci


Uma marca com tantos modelos não poderia esquecer do público feminino! A Ceci veio justamente para cobrir essa lacuna, modelo basicamente feminino, até sua cor determinava o direcionamento do modelo, trazia um quadro delicado, suave e com a parte central rebaixada, justamente para que as damas não precisassem fazer força ao subir na Ceci, acompanhava uma cestinha na parte da frente, era como se estivesse convidando as meninas a passear pelo campo e colher lindas flores. Este mesmo modelo apresentou uma variação para o público feminino infantil, as pequeninas, era a Cecizinha, que era cópia fiel da Ceci mas com um aro muito menor, aproximadamente 16.



Berlineta

Este modelo da Caloi não é tão conhecido, semelhante à Monareta, é um modelo mais antigo, quadro pequeno, sem barra central elevada, o guidão tinha um formato meio quadriculado, era fácil de andar, porém como modelo mais antigo foi superado por outros.

Bicicletas Monark



Barra Circular


Modlo concorrente direto da Barra Forte, a barra circular trazia como diferencial a ‘barra circular’ centralizada no meio do quadro, que atribuiu o nome ao modelo. A Barra Circular era uma gigante de aro 26 que permitia ao piloto trafegar com confiança pois tratava-se de um modelo forte, feita para transportar carga, possuia um ‘banco/garupa’ na parte de trás, que transportava tranquilamente um segundo passageiro ou qualquer outra coisa que fosse necessário.



BMX Pantera


Esta talvez seja uma das maiores, ou talvez a maior estrela entre os garotos que preferiam o aro 20 ou modelo Cross. A BMX Pantera cheirava a desafio, o logo da Pantera já dizia a que tinha vindo, foi o primeiro modeloa a presentar o aro estrela de 5 pontas, que conferiu ao modelo Cross um visual ainda mais arrojado e veloz. A Pantera também apresentou modelos com pneus coloridos em  azul, vermelho, amarelo e verde.




Monareta

É um modelo um pouco mais antigo da Monark, que ainda presevou sua imagem na primeira  metade dos anos 80, seu quadro não possuia barra central elevada, era um quadro relativo pequeno, irmã da Berlineta da Caloi, não era comum ver garotos andando de monareta, outros modelos vieram e dominaram o mercado.

Monark Mini X

Irmá caçula da BMX, era um modelo Cross de aro 14 que veio para atender o público menor, que não podia andar ainda numa BMX, tinha as mesmas características, porém menor, mas já apresentava um aspecto convidativo à aventura.





Monark Brisa


Este era o modelo femini no da Monark, também com linhas delicadas, sem barra central elevada, trazia uma cestinha na parte frontal para que as meninas pudessem passear e levar  as bonequinhas para passear junto, esta bicicleta possuia.

 

Destaques da Caloi e Monark

Caloi Cruiser & Monark Ranger

Podemos dizer que estes dois modelos, lançados precisamente em 1985, vieram não só para revolucionar o mercado das bicicletas, mas também para plantar uma semente cujos frutos duram até hoje, o nascimento da Mountain Bike no Brasil!

Estes dois modelos apresentavam um porte considerado grande, que poderia ser comparado à Barra Circular ou Barra Forte, pelo tamanho e robustez, porémpossuiam em seus pneus a característica dos desenhos de uma Cross, porém maiores tipo balão, assemelhados aos primeiros modelos de Mountain Bike americanos, ou seja, eram uma Cross tamanho família!

Foram projetadas para aguentar a rodagem em qualquer tipo de terreno, até mesmo montanhoso, e com a característica de conseguir aguentar carga pesada também, eram opções perfeitas para pedalar fora das estradas com perfeita segurança.

Outras Bicicletas não tão conhecidas

Gallo Cross

Modelo Cross da marca Gallo, era uma bicicleta típica Cross aro 20, excelente para quem quisesse uma Cross, talvez em opção mais barata, pouquíssimas pessoas talvez se lembrem deste modelo, a marca Gallo não apresentou nenhum outro modelo além deste, o que levou a marca a não ser tão conhecida.


Bicicletas Peugeot

A tradicional marca francesa possuia em nosso mercado somente bicicletas importadas, até começar a fabricar seus modlos nacionais no início dos anos 70. Porém, por ter muita tradição em corridas, como é o caso da ‘Tour de France’, a Peugeot desprezou uma gran de parte do público lançando somente modelos de estrada, bicicletas para corrida em estrada, como era o caso da Caloi 10. Era raro ver alguém com uma bicicleta Peugeot, pois mesmo sendo nacional, seu valor era elevado devido ás peças importadas, tentativa da marca de impor no mercado um produto de alta qualidade, um conceito diferente para um público que queria apenas pedalar e se divertir.

Ivan Guilherme Bereni


voltar

Favoritos Página Inicial - Recomendar - Cadastre-se para receber a newsletter e participar de sorteios
© Este site 1997-2009 by Projeto Autobahn
Desde 1993, o ponto de encontro dos fãs dos anos 80