A Copa do Mundo de 1982

Quem teve a oportunidade de assistir a Copa de 1982 levanta a mão!

Se você foi um(a) privilegiado (a) e assistiu, deve ter boas (ou nem tão boas) recordações daquele ano.

Pois bem meus amigos, em 1982 tivemos um Hino muito bonito, tivemos uma seleção que era uma verdadeira constelação, opa! Perai, constelação é pouco, vamos deixar de modéstia, aquela seleção era uma verdadeira Galáxia, que constelação que nada!

Piadas à parte, a seleção brasileira de futebol escalada para a Copa de 1982 é considerada, inclusive por alguns especialistas, como a melhor escalação de todos os tempos, e se o Brasil é o país do futebol, o único pentacampeão; poderíamos considerar a seleção de 1982 então como a melhor seleção mundial de futebol de todos os tempos?


Deixemos a teoria juntamente com as hipóteses de lado e vamos falar sobre o que aconteceu de fato em 1982:
Ficha Técnica da Copa de 1982.

• A Copa do Mundo de 1982 aconteceu na Espanha e foi a 12ª Copa do Mundo disputada, e contou pela primeira vez com 24 (vinte e quatro) seleções classificadas.


• O Brasil era um dos favoritos; e liderado pelo técnico Telê Santana chegou à Europa com um conjunto de talentos que conquistou a Espanha e encantou o mundo, baseada praticamente no trio São Paulo (4 jogadores), Atlético Mineiro (3) e Flamengo (3), os 3 times mais fortes do Brasil na época, foi sem dúvida o Dream Team de todas as copas disputadas até hoje.

O Brasil estava no Grupo F juntamente com:
• União Soviética
• Escócia
• Nova Zelândia


• O Brasil estreou contra a União Soviética vencendo por 2 a 1 de virada, na sequência venceu a Escócia por 4 a 1 novamente de virada, contra a Nova Zelândia a nossa seleção deu um show e venceu por 4 a 0.

• Passando por cima de todos os adversários na primeira fase o Brasil se classificou como maior favorito ao título.

Nossa querida seleção estreou na segunda fase com uma vitória sobre os argentinos e foi para o confronto com os italianos precisando apenas de um empate. Mas ai vem a grande surpresa para o mundo e decepção para nós aqui, a vitória por 3 a 2 da Itália, com três gols de Paolo Rossi, que acabou como artilheiro do torneio com seis, eliminou os brasileiros.
A copa de 1982 continuou normalmente com a festa e com o futebol maravilhoso das seleções que disputavam a taça naquele ano, porém para nós acabou ali, infelizmente.




Escalação da Seleção de 1982

Goleiro - Valdir Peres Clube: São Paulo
Leandro Clube: Flamengo
Oscar Clube: São Paulo
Luisinho Clube: Atlético Mineiro
Júnior Clube: Flamengo
Toninho Cerezo Clube: Atlético Mineiro
Falcão Clube: Roma
Dr. Sócrates Clube: Corithians
Zico Clube: Flamengo
Serginho Clube: São Paulo
Éder Clube: Atlético Mineiro
Paulo Sérgio Clube: Botafogo
Carlos Clube: Ponte Preta
Edevaldo Clube: Internacional
Edinho Clube: Fluminense
Juninho Clube: Ponte Preta
Pedrinho Clube: Vasco
Batista Clube: Grêmio
Paulo Isidoro Clube: Grêmio
Dirceu Clube: Atlético de Madrid
Renato Clube: São Paulo
Roberto Dinamite Clube: Vasco

O jogo contra a Itália

Brasil e Itália se enfrentaram pelo segundo jogo da segunda fase. A Itália havia vencido a Argentina por 2 x 1, e o Brasil por 3 x 1, a seleção canarinho era favorita ao título, tinha a vantagem do empate, o Brasil venceria o jogo fácil, fácil, afinal, a Itália só havia vencido um jogo na copa, enquanto o Brasil era o único com aproveitamento de 100%. Começa o jogo. Logo aos 5 minutos cruzamento da esquerda e cabeceio de Paolo Rossi, com a defesa brasileira olhando, assistindo a cabeçada do italiano, 1 x 0. Paolo Rossi ficou suspenso por mais de 2 anos do futebol, estava sem jogar oficialmente há quase 3, depois de ter se envolvido no maior escândalo de fabricação de resultados de loteria da história. Um mês antes da copa, um juiz italiano, diminuiu a pena inicial que era de 3 anos, permitindo que voltasse aos gramados em tempo de ser convocado para a copa. E ele não tinha feito gol em nenhum dos 4 jogos anteriores... E foi desencantar justo na final antecipada. O Brasil não se intimida. Zico se livra de Gentile e toca brilhantemente para Sócrates. O Doutor invade a área e chuta forte, cruzado, 1 x 1. O jogo é parelho. A Itália marca forte a saída de bola do Brasil, e força o erro da seleção. Toninho Cerezo faz um toque lateral, Falcão e Luisinho esperam um pelo outro, e ele, Paolo Rossi não espera por ninguém, dispara toma a bola e solta a bomba, 2 x 1.


O Brasil tem todo o segundo tempo para empatar e se classificar, afinal, é no segundo tempo que o time de Telê dava um show de bola nos adversários. Bola com Júnior que toca para Falcão na entrada da área, Toninho Cerezo faz a ultrapassagem iludindo a defesa italiana que o acompanha, abre-se a brecha de onde Falcão solta a bomba, 2 x 2, era a classificação do Brasil. Mas não foi isso que aconteceu.

Escanteio "que não existiu" marcado para a Itália. Todo o time do Brasil dentro da área, e na sobra, a bola achou “ele”, sim ele mesmo Paolo Rossi, que desvia sua trajetória e mata Waldir Peres, Itália fecha em 3 x 2. O Brasil ainda teve uma última chance, mas Zoff faz uma defesa espetacular em uma cabeçada certeira de Oscar. Uma derrota que jamais foi esquecida...
Felizmente em Copas posteriores a nossa querida seleção se recuperou e alcançou 5 títulos num feito inédito.


Vamos torcer para que este ano de 2010 traga o 6º título.

Qual é o seu palpite?
Continua... Com a Copa de 1986.

Ivan Guilherme Beneri


voltar

Favoritos Página Inicial - Recomendar - Cadastre-se para receber a newsletter e participar de sorteios
© Este site 1997-2009 by Projeto Autobahn
Desde 1993, o ponto de encontro dos fãs dos anos 80